Bento Teixeira

 Bento Teixeira (Porto, 1561 (?) - Pernambuco ou Lisboa, 1618 (?)) foi um poeta luso-brasileiro.

 De biografia nebulosa, alguns o consideram brasileiro. No entanto, outra corrente o considera português. Há controvérsia também sobre o local de sua morte: alguns afirmam ser em Pernambuco; outros afirmam ser em Lisboa.

 É considerado o primeiro poeta do Brasil. Tal afirmação é citada na obra "Biblioteca Lusitana" de Abade Machado e em livros de Artur Mota. No entanto, essa afirmação vem sendo questionada por vários historiadores.

 Apesar de ter vivido grande parte de sua vida no Brasil, Bento Teixeira nasceu na cidade do Porto. Era filho de Manuel Alvares de Barros e Lianor Rodrigues, ambos cristãos. Essa informação está presente no segundo volume do livro "Visitação do Santo Ofício às partes do Brasil" de Rodolfo Garcia.

 Existem poucas e confusas informações sobre a vida de Bento Teixeira.

 Sabe-se que estudou no Colégio da Bahia e que frequentou um seminário no mesmo estado, após ter vindo, com sua família, de Portugal (1567 (?)). Ao revelar que era judeu, teve que fugir para o estado do Pernambuco.

 Na região pernambucana, começou a trabalhar como professor de aritmética, gramática e língua latina. Casou-se com Filipa Raposa, em 1584 (?), na cidade baiana de Ilhéus.

 Alegando adultério, Bento Teixeiro assassinou sua própria esposa. Tal fato, o obrigou a fugir novamente, refugiando-se no Mosteiro de São Bento, em Olinda. Isso foi possível devido ao seu direito de asilo, que vigorava até então. Lá, escreveu sua obra-prima: Prosopopéia.

 Outra versão diz que Bento Teixeira foi acusado pela esposa de ser judeu. O poeta teria sido julgado e absolvido pelo ouvidor da Vara Eclesiástica da Inquisição, em 1589. Intimado posteriormente pelo visitador do Santo Ofício, acabou confessando ser seguidor da religião judia. Irritado com a denúncia da esposa, a assassinou, se refugiando no mosteiro já citado. Localizado, foi preso e enviado para Lisboa, em 1595 (?), onde permaneceu até sua morte.

Imprimir Email

  • /index.php/salas/literatura/29-escritores/240-manuel-botelho-de-oliveira
  • /index.php/salas/literatura/29-escritores/238-pero-de-magalhaes-gandavo